About

Poeminha de fim de tarde



sem modo sem regra
meu coração não me abandona
descobri que sou brega
do tipo mais cafona

um careta me aciona
se não ruim que bom, apega
e as encruzas questiona
e os deuses em mim refrega

loucuras brincam em mim sem trégua
é a puta a crente a sister e a dona
percorrendo em mim sem légua
a boca toca a boca e toca a lona

o padrão é o que me detona
bombeirinho é o que me rega
no juk box a carona
e meu peito não sossega

olhos que sonham, não prega
beijo doce a marafona
corpo quente se entrega
quando o tesão me põe atona

nas esquinas minha poltrona
cafona e piegas
me abrigo nessa zona
e meu peito nao se nega

One Response so far.

Leave a Reply